Fomento mercantil

Como uma factoring pode aumentar a lucratividade da sua empresa


Desconto de duplicatas

Na medida em que as obrigações empresariais se tornam uma constante na rotina do micro e pequeno empreendedor e ele não consegue manter seus débitos operacionais em dia, a saída é recorrer ao fomento mercantil para evitar que seu negócio se torne ainda mais fragilizado e vulnerável.

Para evitar a falência e recuperar o equilíbrio das finanças empresariais, a sociedade de fomento mercantil se mostra como uma alternativa bastante vantajosa e promissora em comparação às instituições financeiras, como bancos, cooperativas e sociedades de crédito, por exemplo.

A diferença entre uma empresa de fomento mercantil e uma instituição de fomento tradicional está justamente na sua forma de criar condições para que o micro e pequeno empresário tenha acesso facilitado ao crédito empresarial necessário para equilibrar suas finanças empresariais.

Dentre estas condições, podemos citar a antecipação de recebíveis. Resgatada a partir a partir do desconto de duplicatas, isto é, das notas fiscais que seriam pagas a prazo, o empresário tem seus recebíveis antecipados, podendo convertê-los em capital de giro para pagar suas contas e reabastecer o seu fluxo de caixa.

Nos parágrafos a seguir você vai entender melhor o que é e como funciona uma empresa de fomento mercantil, os tipos de sociedades de fomento mercantil existentes atualmente, as vantagens por trás da contratação destas empresas e como contratar uma factoring para o seu negócio. Siga conosco!

Fomento mercantil: Uma breve apresentação histórica

Um novo modelo de negócio

Se atualmente o fomento mercantil ou factoring conta com uma série de benefícios e comodidades oferecidas pela internet, no passado essa prática acontecia de forma descentralizada, através do agente mercantil, profissional responsável por intermediar o comércio de mercadorias.

Como forma de estimular a venda e troca de produtos e mercadorias, os fenícios, civilização que viveu entre 1500 a.C. e 300 a.C e que possuía uma cultura comercial bastante latente, deram início ao comércio e troca de mercadorias e serviços através da figura do agente mercantil. Este indivíduo atuava como um intermediador entre dois ou mais países, que desejam estabelecer a troca de ativos (bens materiais e direitos).

Assim como os fenícios, que possuíam seus homens de confiança para realizar seus trâmites comerciais, os romanos também contavam com seus agentes mercantis, denominados de Factors.

Nomeados com base nas suas habilidades de negociação, os Factors eram consultores de negócios enviados para as terras conquistadas pelos romanos a fim de fornecer informações comerciais para estes primeiros. Além disso, eles eram responsáveis por armazenar mercadorias, cobrar fornecedores e receber pelo pagamento dos serviços oferecidos.

Séculos mais tarde, as sociedades de fomento mercantil evoluíram, assumindo novos contornos, mas sempre preservando seu modus operandi. Contudo, por estarem inseridas em um novo contexto em que a tecnologia se tornou um fator onipresente na vida de milhares de empresários, o fomento mercantil precisou se adaptar à uma nova realidade e oferecer serviços mais dinâmicos, eliminando quaisquer burocracias no meio do caminho.

Para descobrir melhor como o fomento mercantil se adaptou ao advento da internet e ao surgimento de novas empresas, com atividades extremamente segmentadas, primeiro precisamos entender como funciona o factoring e como esta modalidade de empresa de fomento mercantil vem ganhando tanto espaço no mercado.

O que é e como funciona o fomento mercantil

Um novo modelo de negócio

Considerado uma denominação moderna para o fomento mercantil, o factoring consiste na prestação de serviço conjugado com aquisição de direitos creditórios, isto é, dívidas ou pendências de um terceiro, no caso, o microempreendedor.

Estas dívidas, quando compradas pela empresa de factoring, são transformadas em ativos financeiros negociáveis a partir do desconto de duplicatas.

Após descontados, estes créditos gerados pelas vendas a prazo da empresa fomentada são convertidos em recebíveis, recursos que podem ser usados como crédito para empresas.

A partir da antecipação de recebíveis o micro e pequeno empresário passa a ter maiores condições de negociar a compra de matéria-prima com seus fornecedores, pagamento de funcionários, quitação de débitos operacionais, por exemplo.

Com seu poder de barganha e negociação ampliado pelos recebíveis antecipados, o empreendedor consegue capitalizar seu negócio, trazendo maior fôlego para suas operações internas. Tendo ao seu favor prazos de negociação maiores, o empreendedor conta com as condições necessárias para aumentar sua produção e suas vendas.

Contudo, é importante salientar que por fazer captação de recursos a terceiros, a sociedade de fomento mercantil não se encaixa como uma empresa que presta serviços financeiros.

O factoring também não contempla a captação de recursos de terceiros, tampouco age como uma intermediadora, tal como uma instituição financeira, no sentido de emprestar e financiar recursos para pessoas físicas ou jurídicas.

Dentre alguns exemplos de atividades que não são consideradas factoring, estão operações para pessoas físicas, empréstimos de natureza comercial, financiamento de bens duráveis e não-duráveis. Se não houver a presença de um contrato de fomento mercantil no momento do negócio, o factoring também será inexistente.

Portanto, a atuação da empresa de factoring se restringe única e exclusivamente ao fomento mercantil, cujo qual, atua diretamente nas necessidades mais básicas do pequeno e médio empresário, sejam elas de caráter mercadológico e financeiro.

Devido à expansão de empresas do mais variados ramos e segmentos, o factoring também passou por mudanças, subdividindo-se em alguns tipos de sociedades de fomento mercantil como você pode conferir logo abaixo.

Tipos de sociedades de fomento mercantil

Um novo modelo de negócio

Como forma de atender aos mais diversos segmentos de mercado e diferentes perfis de micro, pequenos e médios empresários, as empresas de factoring assumiram diferentes modalidades, cada uma delas com um objetivo e atuação diferentes entre si.

Apesar das diferenças, estes modelos de factoring possuem um mesmo objetivo em comum: estimular o crescimento, desenvolvimento e progresso de empresas de pequeno e médio porte, dando-lhes as condições ideais para fomentar o mercado como um todo.

Dentre as principais sociedades de fomento mercantil factoring existentes atualmente, podemos citar o factoring convencional, Trustee, maturity, factoring matéria-prima e factoring exportação.

Convencional

O factoring convencional consiste na operação de factoring na sua forma mais primitiva e direta. Neste modelo de fomento mercantil, a empresa de factoring se oferece para adquirir os direitos creditórios (originários de vendas a prazo) de uma empresa de pequeno ou médio porte, por meio de um contrato de fomento mercantil.

Este documento será a principal garantia de que houve um negócio entre sacado (factoring) e devedor (empresa contratante), trazendo segurança jurídica para ambas as partes, em caso de descumprimento de qualquer cláusula presente no contrato de factoring.

Trustee

Para micro, pequeno e médio empresário que procura por um serviço de assessoria administrativa e financeira, o factoring trustee se torna uma opção mais adequada e interessante para seus negócios.

Esta modalidade de fomento mercantil destina-se aos empreendedores que estão passando por momentos de dificuldades financeiras, como desequilíbrio do fluxo de caixa e falta de capital de giro.

O trustee também é recomendado para reequilibrar as finanças empresariais a partir da gestão financeira empresarial, imprescindível para a sobrevivência e crescimento de qualquer negócio.

Maturity

Diferentemente do Factoring tradicional em que a sociedade de fomento mercantil assume os riscos envolvidos pelas dívidas do empresário, o maturity factoring funciona em um sentido diferente.

Seu objetivo se resume apenas em cobrar as dívidas dos clientes. Esta escolha possui suas vantagens, como eximir a empresa de factoring de gastos operacionais, tais como, ligações, disponibilidade de funcionários, entre outros custos.

Ao retirar a responsabilidade de cobrança, o maturity factoring é indicado para empresários que procuraram por uma sociedade de fomento mercantil somente para equilibrar suas finanças e gerir suas operações mais burocráticas, sem influenciar em outros aspectos do seus negócios.

Matéria-prima

Por atuar como um intermediador entre a empresa e os seus respectivos fornecedores, este modelo de empresa de factoring atua como uma espécie de negociador.

Responsável por adquirir matéria-prima com um valor mais baixo para empresa contratante, esta sociedade de fomento mercantil repassa para o empresário os ativos comprados como parte do faturamento.

Como o empreendedor não possui os recursos necessários para tocar suas operações internas, no caso, o dinheiro para comprar a matéria-prima ou mercadoria, por exemplo, ele pode recorrer a este tipo de factoring para solucionar esse problema.

Exportação

Mais conhecido como factoring internacional, o factoring de exportação é destinado para empresas que produzem bens em seu país de origem e depois os envia para o exterior.

Como a exportação é intermediada entre duas sociedades de fomento mercantil factoring, todos os trâmites em relação a operação e liquidação dos ativos são feitos com base no acordo firmado entre essas duas empresas.

Já o crédito, resultado da venda da mercadoria, estará submetido à legislação do país de exportação, enquanto que sua concessão e cobrança deve ser feita de acordo com as leis do país de importação.

Vantagens do fomento mercantil

Um novo modelo de negócio

Contratar uma empresa de factoring para o seu micro e pequeno negócio, esteja ele nas suas primeiras fases de vida ou já consolidado do mercado, é uma alternativa que você deve considerar, ainda mais em momentos de turbulências e instabilidades econômicas.

Caso queira se destacar no seu segmento de atuação e sair na frente dos seus concorrentes diretos e indiretos, o microempresário deve se atentar para as possibilidades que uma sociedade de fomento mercantil pode oferecer para o seu negócio. Veja abaixo algumas vantagens de trabalhar com uma empresa de factoring.

Maior controle do fluxo de caixa empresarial

Manter o fluxo de caixa sempre operante é um desafio e tanto para micro e pequenos empreendedores que estão iniciando nos seus respectivos segmentos de mercado.

Prazos de pagamento, débitos e dívidas são os principais fatores que podem comprometer o seu fluxo de caixa. A partir da antecipação de recebíveis propiciada pelo fomento mercantil, o empreendedor resgata os recursos das suas vendas realizadas a prazo, recorrendo apenas às vendas dos seus títulos de crédito.

Quando convertido em capital de giro, o crédito empresarial pode ser usado para reabastecer o fluxo de caixa, e, sobretudo, reequilibrar todas as pendências existentes naquele momento dentro do empreendimento.

Com as finanças novamente equilibradas, planos de crescimento e ampliação do negócio, como investimentos em infraestrutura e tecnologia, voltam a estar presentes no curto e médio prazo do negócio, graças às empresas de factoring.

Suporte administrativo e financeiro

Além de auxiliar na compra dos títulos de crédito de empresas, uma sociedade de fomento mercantil também pode ser muito útil no que se diz respeito a organização administrativa e financeira do micro e pequeno empresário.

Em relação a rotina administrativa, a empresa de factoring aponta aos microempresários quais pontos e processos na sua empresa precisam ser revistos.

Processos burocráticos podem ser contornados de forma mais fácil e substituídos por ações integradas entre todos os setores da empresa, dinamizando o dia a dia dos negócios e aumentando a produtividade organizacional.

Já o financeiro se beneficia à medida que identifica formas de equilibrar as contas e evitar a inadimplência empresarial. O fomento mercantil atua diretamente nesta área, otimizando os recursos que entram e saem do caixa empresarial. A médio e longo prazo, isso aumentando o faturamento dos negócios e posiciona a empresa como uma referência em relação à sua gestão financeira.

Negociação facilitada com fornecedores

Negociar prazos maiores de pagamento sempre foi uma tarefa árdua para o micro e pequeno empresário. Na maioria dos casos, ele não consegue quitar compra de mercadorias/matéria-prima para a sua empresa, fragilizando sua relação com fornecedores.

A partir do momento em que o empreendedor recorre a uma empresa de factoring para solucionar esse problema, seu poder de negociação e barganha com terceiros aumenta consideravelmente.

Resultado do crédito antecipado oriundo do desconto das suas notas fiscais pela sociedade de fomento mercantil, o empresário vira o jogo e passa a controlar esse cenário, antes desfavorável e pouco promissor.

Combate à Inadimplência

Apesar da venda a prazo possuir os seus benefícios, ela esconde uma armadilha que é percebida apenas com o passar do tempo: há um desencontro entre o recebimento de recursos e o pagamento dos seus débitos e contas.

A curto e médio prazo esse cenário tende a piorar cada vez mais, obrigando o empresário a fazer empréstimos bancários, que por estarem acompanhados de altas taxas de juros, podem comprometer as finanças do seu negócio.

O fomento mercantil opera no sentido de evitar o endividamento e a falência empresarial ao oferecer as condições necessárias para que sua empresa use seus próprios recursos (notas fiscais de compras a prazo) para voltar aos recuperar o seu equilíbrio financeiro.

Como contratar uma empresa de fomento mercantil

Um novo modelo de negócio

Da mesma forma que a internet facilitou o acesso a informação, as empresas de factoring também perceberam o potencial que a rede mundial de computadores pode proporcionar para o crescimento de empresas de pequeno e médio porte.

Antecipar recebíveis e descontar duplicatas deixou de ser um processo burocrático e tornou-se uma atividade descomplicada e rápida com o factoring online.

Esta modalidade de fomento mercantil tem como objetivo modernizar as relações entre as empresas de factoring e os micro e pequenos empreendimentos.

O microempresário que precisa de crédito empresarial, mas não possui condições de requisitá-lo através de uma instituição financeira por estar inadimplente ou negativado, pode contar com o fomento mercantil factoring.

Com atuação 100% online, o factoring aposta na tecnologia como sua principal aliada no processo de desconto de duplicatas e antecipação de recebíveis, serviços essenciais para estimular o fomento mercantil e auxiliar micro e pequenos empresários na trajetória de crescimento dos seus negócios.

Se você tem uma empresa de pequeno ou médio porte e quer equilibrar suas finanças sem comprometer seu fluxo de caixa e sem precisar recorrer a empréstimos bancários, o fomento mercantil é a melhor escolha para o seu negócio.

A partir do site da Rapidoo, você pode enviar suas notas fiscais para serem descontadas pela empresa de factoring, com muita comodidade, rapidez e segurança e antecipar seus recebíveis hoje mesmo!

Otimize o seu tempo para o que realmente importa: a saúde e crescimento da sua empresa! Deixe a inadimplência para trás e equilibre suas finanças empresariais!

Ficou interessado? Entre em contato com um dos nossos consultores ou faça uma simulação e mude a realidade do seu negócio o quanto antes!

Quero fazer uma simulação!